10/02/18
Exame confirma contaminação por Febre Amarela em Itaúna
Vítima itaunense não havia sido imunizada
A Secretaria de Estado de Saúde confirmou, após exame de sangue realizado pela Fundação Ezequiel Dias - Funed, a infecção por Febre Amarela em uma paciente de Itaúna. A vítima, uma mulher, não tem registro de vacinação, motivo pelo qual a Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância da imunização como forma eficaz de se proteger da doença. As equipes de epidemiologia e zoonoses intensificam as ações de controle e combate à proliferação do vírus nas áreas consideradas suspeitas.
O caso é monitorado pela Secretaria de Saúde de Itaúna desde que foi notificado. A paciente recebeu o acompanhamento necessário e chegou a ficar internada no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte. Ela recebeu alta, passa bem e tem o quadro estável.
A principal hipótese é de que a contaminação tenha ocorrido em área rural. A paciente possui sítio em Angicos, zona rural de Carmo do Cajuru, motivo pelo qual o Município vizinho já foi oficiado, para que também possa ampliar a mobilização na região.
Em Itaúna, a Secretaria de Saúde iniciou as estratégias de bloqueio, intensificando a vacinação com a abordagem domiciliar em dois bairros, fazendo a conferência dos cartões de vacina e aplicando doses. A paciente reside no Cidade Nova e trabalha em Santanense. "As ações nesses dois bairros consistem na vacinação de casa em casa, com os agentes de saúde percorrendo todos os imóveis e mobilizando as pessoas. A atuação também será em conjunto com a Zoonoses, que avalia as regiões de matas em busca de focos dos mosquitos que possam transmitir a doença. A estratégia é recomendada pela Regional de Saúde e a Prefeitura espera, a partir desta medida, ampliar ainda mais a cobertura vacinal, sobretudo das áreas que estão sob alerta a partir de agora", explicou o secretário municipal de Saúde, Fernando Meira de Faria.
Apesar da preocupação, não há motivo para pânico. O gestor, que também é médico, tranquiliza a população, lembrando que até o momento não há registro de pessoas infectadas que tenham tomado a vacina pelo menos uma vez na vida. "É importante destacar que em todos os casos confirmados de Febre Amarela, pela Secretaria de Estado de Saúde, as vítimas não eram vacinadas, o que reforça ainda mais a importância da imunização", completou Fernando Meira.
Vacinas em todas as unidades
de saúde
Em Itaúna, todas as 22 unidades de saúde disponibilizam a vacina contra Febre Amarela. Em 2018, não houve registro de falta do imunobiológico para distribuição gratuita. Os postos de Estratégia de Saúde da Família - ESF, funcionam de segunda a sexta-feira, das 07h às 16 horas.
 
Dia D de imunização reforça mobilização
Na terça-feira, 06 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou o horário de atendimento nas unidades de saúde até as 20 horas. A iniciativa cumpriu o objetivo de imunizar principalmente os trabalhadores que não podem buscar pelo serviço no horário de expediente. Com a mobilização, foram vacinadas 790 pessoas, num só dia. Ao todo, 1356 tiveram o cartão de vacinação conferido ou passaram por atendimento médico.
O acompanhamento especializado é indicado para os maiores de 60 anos, gestantes e lactantes. Recém-nascidos, com idade inferior a nove meses, não podem receber a vacina. Neste caso, a recomendação é o uso de repelentes, desde que prescrito por pediatras.